Você está no Portal do Deputado Ernani Polo  »  Principal
Deputado(a) Ernani Polo
Dep. Ernani Polo
EXPOINTER
Audiência debate acordo entre o Mercosul e a União Europeia
Bethania Helder - MTE 18572 - 14:58 - 02/09/2019 - Foto: Vinicius Reis

A Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, em conjunto com o Senado Federal, realizou, na última sexta-feira (30), audiência pública para debater os termos do acordo de livre comércio que envolve os países integrantes do Mercosul e a União Europeia. O evento, aconteceu no parque de Exposições Assis Brasil (Esteio), dentro da programação oficial da 42ª Expointer.

Esperado há 20 anos, o acordo comercial entre o Mercosul – formado pelo Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai – e a União Europeia – formada por 28 países – pode significar em uma mudança de rumo para os produtores brasileiros. “É necessário ter cautela, para que não seja estabelecido algo que prejudique o agronegócio brasileiro. Temos que levar em conta que o acordo que criou o Mercosul não considerou algumas desvantagens que acabaram aparecendo para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná”, destacou o senador Luiz Carlos Heinze (PP/RS).

Segundo a Agricultural Policy Monitoring and Evaluation 2018 (OCDE), os subsídios no Brasil, no ano de 2017, somaram U$ 7,06 bilhões o que demonstra uma realidade bem diferente do mercado europeu. “Precisamos ter bem clara a visão para exportar para a União Europeia. Lá, os produtores receberam no ano de 2017, 104 bilhões de dólares em subsídios. No Brasil não chega nem a 10% desse valor. Além disso, nossa carga tributária chega ao absurdo de ultrapassar os 30%. Eles têm a carga tributária de 7 a 10% nos alimentos”, detalhou o senador.

Também o presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, deputado Adolfo Brito (PP), entende que o assunto deve ser melhor discutido. Ele garante que o assunto continuará sendo pauta contante na no Parlamento gaúcho e especificamente na Comissão de Agricultura. "Existem alguns pontos positivos no acordo, mas há muitos pontos negativos, que precisam ser melhor discutidos para não prejudicar nossos produtores rurais", afirmou o parlamentar, confirmou.

O vice-presidente da Comissão e ex secretário da Agricultura do Estado, Ernani Polo (PP), mostrou-se preocupado com a competitividade dos produtos do Rio Grande do Sul. “Precisamos ampliar os debates com os diversos setores envolvidos e, em conjunto, verificar quais pontos necessitamos fazer ressalvas no acordo , para que ele seja efetivado, mas dando competitividade aos nossos produtos”, enfatizou. 

O professor titular da UFRGS e médico veterinário especialista em produção animal, Júlio Barcellos, foi um dos debatedores e destacou que o Congresso Nacional tem papel fundamental neste acordo. “Um acordo que inicia em 1999 e começa a se consolidar agora de maneira positiva. Traz oportunidades para vários setores da agricultura brasileira vender para Europa, mas isso não significa receber bons preços. Por isso, o Congresso ganha protagonismo para realizar os ajustes necessários”, enfatizou Barcellos. Para ele, o Ciclo de Debates traz elementos para a discussão como a necessidade de revisar as alíquotas de exportação para que ninguém seja prejudicado. “Essa será a melhor forma de corrigir as distorções e melhorar a competitividade dos setores vulneráveis”, concluiu.

Também participaram do debate: o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, do Ministério da Agricultura, Fernando Schwanke; o secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do estado, Covatti Filho; o presidente da Federação da Agricultura do RS (Farsul), Gedeão Pereira; o representante da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) e senador suplente, Ireneu Orth; o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Alexandre Velho; o presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro), Paulo Pires; o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag/RS), Carlos Joel Silva; o presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergílio Perius e o diretor executivo da Central Sicredi Sul/Sudeste, Leandro Gindri de Lima.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30


O conteúdo deste site é de responsabilidade exclusiva da assessoria de imprensa do gabinete do(a) Deputado(a)